quinta-feira, 30 de junho de 2016

FLAUTISTAS DA PRO ARTE E FLAUTISTAS DA MARAMABAIA HOMENAGEIAM OS 450 ANOS DA FUNDAÇÃO DO RIO NO TEATRO RAUL CORTEZ, EM DUQUE DE CAXIAS

A cidade do Rio de Janeiro será homenageada com muita alegria por crianças e adolescentes  que levarão aos palcos  algumas das canções   que eternizaram a Cidade Maravilhosa   -  canções que remetem às belezas e encantos da nossa cidade e  que  já são parte de nossa história. Serão apresentadas obras  de  compositores como Tom Jobim, Cartola, Noel Rosa, Pixinguinha e Donga dentre outros.
 Os grupos Flautistas da Pro Arte e Flautistas da Marambaia celebrarão esta festa com crianças da Zona Sul, Norte, Oeste ,Baixada Fluminense, Maricá e Niterói.
            Os Flautistas da Marambaia vem de um lindo lugar, a Restinga da Marambaia em Barra de Guaratiba  onde se situa a  escola Professor Vieira Fazenda, sede das atividades do projeto Flautistas da Marambaia.
                   Já os Flautistas da Pro Arte centram suas atividades musicais  nos Seminários de música Pro Arte em Laranjeiras onde tem aulas  e ensaios semanais. 
Ambos fazem parte do Projeto de Educação Musical através da Utilização da Música Popular Brasileira.
Ao total 60 crianças e adolescentes cantarão, dançarão e mostrarão com alegria  as belezas e encantos da nossa cidade através de algumas canções deste compositores.
O projeto de educação musical Flautistas da Pro Arte apresentará em 2016  espetáculo em homenagem aos 450 anos da fundação da cidade do Rio de Janeiro. 
Nessa homenagem estarão presentes dois dos núcleos educacionais do projeto, os Flautistas da Pro Arte e os Flautistas da Marambaia, este último, núcleo social em atividade na Restinga da Marambaia, em Barra de Guaratiba.
O repertório selecionado conterá obras de compositores consagrados, como Chico Buarque (Violeira) ,Tom Jobim (O Morro não tem vez), passando por sambas de Donga (Pelo Telefone) e Cartola (Ensaboa) alem do baião de São Sebastião de Luiz Gonzaga, dentre outras, todas especialmente arranjadas para a ocasião

A direção do projeto Flautistas da Pro Arte é de Bebel Nicioli, Bruno Jardim , Claudia Ernest Dias e Raimundo Nicioli.
O SOPRO DA EDUCAÇÃO E DA RENOVAÇÃO
 Em 1989, um grupo de crianças e jovens estudantes de música dos Seminários de Música Pro Arte, no Rio, se reuniu sob a batuta das professoras de flauta, Tina Pereira e Claudia Ernest Dias. Tina Pereira, nascida em São José dos Campos, fez especialização em educação Musical em Salzburg, Áustria e queria aplicar o método aprendido no Instituto Orff. Começou então a usar as canções da MPB como material didático. Nasciam ali os Flautistas da Pro Arte, que fizeram sua primeira apresentação no Paço Imperial, homenageando Dorival Caymmi.
De tão envolvente, pioneiro e proveitoso, o trabalho consolidou-se rapidamente como prática artística e educativa e em poucos anos contava com um  grande número de pequenos músicos desenvolvendo seus dotes pelos caminhos da extraordinária riqueza da Música Popular Brasileira.
Alem da prática dos vários  instrumentos de sopro, o grupo desde o princípio já aprendia também a cantar, dançar e se movimentar no palco. Os projetos se sucederam, homenageando compositores como Caymmi, Chico Buarque, Villa-Lobos, Radamés, João Bosco, K-Ximbinho, Lamartine, Ary Barroso, Noel Rosa e muitos outros.
Em 2004, o projeto tinha com de 70 integrantes e a diretora Tina Pereira resolveu dividir o grupo em dois criando portanto  os Flautistas da Pro Arte (herdeiros do nome do projeto), onde permaneceram alunos entre 10 e 18 anos e a Orquestra de Sopros da Pro Arte, formado por jovens entre 18 e 22 anos.

Tendo sempre à frente Tina Pereira, Claudia Ernest Dias e Raimundo Nicioli, o novo grupo teve sua estreia com  o espetáculo A Bênção, Baden!, na Sala Cecilia Meireles, palco nobre da música no Rio.

Flautistas da Pro Arte e Flautistas da Marambaia em Festa na Aldeia de São Sebastião do Rio de Janeiro
Dia 03 de Julho – Domingo, 16h
Livre para todas as idades
Ingressos: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia entrada
Teatro Municipal Raul Cortez
Praça do Pacificador, s/nº, Centro, Duque de Caxias/RJ



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...