sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Compositor G. Martins será homenageado em Duque de Caxias

Carioca da Ilha do Governador, Genésio Martins Filho, o popular G. Martins, será a atração do Projeto Sexta Especial - Homenagem  ao Artista de Duque de Caxias", uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Turismo. O espetáculo será no Teatro Municipal Armando Melo (TEMAM), na sexta-feira, dia 16, a partir das 19h, com entrada franca. O Teatro funciona na Rua Frei Fidelis, no Shopping Center. G. Martins é um dos mais versáteis compositores que a Baixada Fluminense conhece, consagrado com sucessos como “Se Leonardo dá 20”, com Bezerra da Silva; “Botei a nega no seguro” e “Disco voador” (com Dicró); “Toque sanfoneiro, toque” e “Salsa-merengue”, com Raimundo Fagner.

Hoje com 71 anos, é morador de Duque de Caxias desde o final da década de 40. Familiarizou-se com o samba através da escola Cartolinhas de Caxias, aindana adolescência, quando jogava futebol em um consagrado time da cidade, o Redentor Futebol Clube, na Vla São Luiz. “Foi nessa época, aos 14 anos, que fiz minha primeira composição”, lembra Martins, hoje policial militar aposentado.

            A memória ainda está preservada. Quando perguntado sobre o número de músicas que compôs, a resposta foi precisa: “Registradas são 168, na Sbacem. Além dessas, tenho mais 20”. O compositor lembrou que a primeira gravação aconteceu em 1975, na gravadora Tapecar, para um álbum chamado “pau de sebo”, produzido por Edson Menezes e Waldomiro, batizado de “Olé do Partido Alto”. A música foi “Encurta a barriga”, uma parceria com Tião do Cavaco. “Foi aí que tirei a carteira de intérprete e compositor na Socimpro e na Ordem dos Músicos do Brasil”, acrescentou o compositor, que diz não se prender a gênero.

- Como ouvinte, ouço tudo. Como compositor, também sou versátil. Componho samba, seresta, coco, baião, forró, lambada e tudo mais – explica. Entre os intérpretes de suas músicas, figuram nomes ilustres da MPB como Jorginho do Império, Jair Rodrigues, Moreira da Silva, Agepê e Bezerra da Silva, além dos Grupos Nosso Canto e Exportasamba, Bebeto de São João e Crioulo Doido. O compositor é autor também  do Hino da Guarda Municipal de Duque de Caxias, em parceria com Adão Conceição e José Antonio dos Santos (o Barbeirinho), que virou lei municipal em 2006. Integrante da ala de compositores da Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio desde 1988, tem 5 sambas campeões na Escola (1985, 1990, 1993, 2000 e 2009) tendo como parceiro mais constante Barbeirinho.

            O show terá como convidados André Vianna, Beto do Cavaco, Beto Gaspari, Bira da Vila, Braguinha, Canthídio, Chiquinho Maciel, Dagô, Denilson do Cavaco, Gelson Costa, Hugo do Araruama, Iris de Paula e Vidigal. O acompanhamento será do grupo Amigos do Samba: Índio (cavaco), Jorginho (vocal), Luizinho (surdo), Neizinho (tantan), Nilton (pandeiro), Tatão (reco-reco), Tizil (violão) e Zé Anotnio (tamborim). A direção é de Carlos Lima, com assistência de Guedes Ferraz e Josué Cardoso.



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...