sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Equipe do Baixada Digital está nas ruas



A equipe do projeto Baixada Digital, está nas ruas da Baixada para esclarecer as dúvidas da população. Os técnicos estão nas praças com o equipamento que será o usuário terá que adquirir para captar o sinal do projeto. Essa semana houve um problema no equipamento central que fica na UFRJ, os rádios estão passando por reparos para que o projeto funcione a plena vapor.
A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia fez uma enquete com as principais dúvidas da população, que estamos reproduzindo abaixo e as praças onde a equipe do projeto vai estar presente.

- Qual a área de cobertura do programa Rio Estado Digital na Baixada Fluminense?
Nesta primeira fase, o sinal vai chegar a todo o município de São João de Meriti, a 60% da população de Duque de Caxias e Belford Roxo e a 20% das cidades de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis.

- Podem existir áreas de sombra?
Sim. Cerca de 10% da área de cobertura do programa pode não receber o sinal gratuito de internet. Isto ocorre em regiões em que os sinais de transmissão têm mais dificuldades de chegar de imediato, da mesma maneira que se dá com as transmissões de televisão e a telefonia celular. Tais distorções serão corrigidas com a instalação de novas antenas.

- Como o morador sabe se tem sinal na sua casa?
Ele deve conseguir enxergar uma das antenas do programa da sua casa. O site do programa – www.baixadadigitalrj.com.br – já está no ar e mostra a localização de todas as antenas.

- Qual o material necessário para a instalação?
Para obter o sinal, são necessários: uma antena 24 dBi, com mastro e suporte de montagem com graduação de ângulo; fixador para mastro; adaptador USB com saída para antena externa; cabo de conexão com conectores específicos para o adaptador USB e para a antena.

- Quanto custa este material?
Cerca de R$ 150.

- Como faço a instalação?
Após fazer a conexão dos equipamentos, a instalação da antena externa é semelhante à de uma TV. Para regulá-la, uma pessoa mexe na antena do lado de fora de casa e outra verifica no computador se o nível de sinal está satisfatório.

- E quem tem notebook?
Só quem mora a até 60 metros de uma antena de transmissão e usa notebook está livre de comprar a antena, já que o notebook consegue captar o sinal. Fora isso, será necessário comprar os equipamentos.

- O sinal também pega na rua?
Sim. É possível captar o sinal com notebooks em algumas praças e corredores principais: Praça do Pacificador, Avenidas Presidente Kennedy, Avenida Brigadeiro Lima e Silva, e calçadão de Caxias; e Praça da Matriz e da prefeitura, em São João de Meriti.

- Qual a velocidade da rede?
A velocidade do sinal emitido por cada antena é de 400 Mbps, o que não significa que os moradores acessarão a internet nesta velocidade, já que vai depender do número de pessoas conectadas a cada antena.

- Existem outros canais para tirar dúvidas?
Uma equipe da Faetec está rodando a região até o dia 2 para prestar todos os esclarecimentos aos moradores. Além disso, a partir do dia 30, haverá um número de telefone para esclarecimentos: 2332-4085. Depois do dia 2, a Faetec terá três quiosques para continuar esclarecendo a população em Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo. A localização dos quiosques ainda vai ser definida.

- Onde estará a equipe da Faetec?
Sexta - Largo da Foice (Belford Roxo) - 9h às 17h
Sábado - Praça Dr. Laureano (Caxias) - 9h às 17h
Domingo - Praça Roberto Silveira (Caxias) - 8h às 12h

Um comentário:

Anônimo disse...

cadê a baixada digital não se encontra mais nada!

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...