sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Culturando - por André de Oliveira

O Jornal de Caxias tá nas ruas com sua edição de número 173, abaixo a minha coluna para quem não teve a oportunidade de ler no jornal impresso.


Culturando

"O Rio de Janeiro está esperando para esse carnaval cerca de 850 mil turistas, isso é quase a população de Duque de Caxias. Embora a cidade maravilhosa, ainda conte com diversos problemas de infra-estrutura, é um dos destinos mais atraentes do mundo nesta temporada. 
Nossa cidade poderia aproveitar pelo menos uma rebarbazinha deste boom que o Rio está vivendo, e viverá nos próximos anos, mas sinceramente não vejo ações nessa direção, para que possamos aproveitar essa fase, já que ficamos muito próximos da capital fluminense.
  Os leitores questionarão dizendo que nossa cidade não tem atrativos para os turistas, o que não é verdade. Temos uma gama de potencialidades a serem exploradas, mas depende de projetos e ações para que isso se efetive. Contamos com uma rica história que vem desde o tempo colonial do Brasil, temos uma grande área verde, com capacidade para a prática de esportes, uma cultura e tradição nordestina muito fortes e latente, sem contar com a Grande Rio,  uma das grandes escolas de samba do carnaval carioca.

 Precisamos de ações e investimentos para que o setor possa existir de fato, não estamos mais no zero, hoje a cidade conta com um bom hotel e estão sendo construídos mais dois de qualidade. Recentemente foi lançado o portal de turismo: www.visiteduquedecaxias.com.br, uma iniciativa dos governos: estadual e municipal. No site tem bastantes informações sobre nossos pontos turísticos, nossa cultura e nossa história, mas só, depois do lançamento do  portal nada mais foi feito.
Um bom exemplo de potencial turístico é a capoeira de nossa cidade, que é conhecida internacionalmente, lembro-me de uma vez que conversando com um ator do Rio de Janeiro, ele me disse que um mestre de capoeira de Caxias, estava dando aulas na tradicional Shakespeare Scholl de Londres, mais tarde vim saber que era o Mestre Russo, que está todos os domingos com sua roda de capoeira na Praça do Pacificador.
Todas as vezes que estive na roda tinha pelo menos um gringo no local, nunca vi ninguém do poder público municipal lá, e o Russo sempre reclamava que quando ia era para atrapalhar a roda por conta de algum evento oficial. Pequenas particularidades de nossa cultura são coisas muito grandes para quem busca conhecer novas culturas e isso pode ser um diferencial para Duque de Caxias, fácil não é, mas se ficarmos parados perderemos o bonde da história."

André de Oliveira



Um comentário:

Anônimo disse...

Sarn????

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...