sexta-feira, 24 de agosto de 2012

EX-CATADORES DE LIXO TÊM NOVA OPORTUNIDADE


Inaugurado no mês de julho, o Canteiro Escola foi criado através de uma parceria entre a Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), vinculada à Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia, e a Associação Carioca de Catadores e Ex-Catadores de Jardim Gramacho. O projeto foi criado após o fechamento do Aterro Sanitário de Duque de Caxias com o objetivo de qualificar os ex-catadores de material reciclável do lixão para o mercado de trabalho.

Marcos José Tavares, 46 anos, conhecido como Cordeiro, foi um dos 59 formandos da primeira turma do Canteiro Escola Jardim Gramacho e um dos sete que já estão no mercado de trabalho. Em 1980 tornou-se um dos catadores de material reciclável do Aterro Sanitário, fechado no mês de junho.

- Com o fechamento do lixão tivemos que procurar uma profissão. Quando soube da abertura da Unidade do Canteiro Escola de Gramacho fui rapidamente fazer minha matrícula. Fiz dois cursos ao mesmo tempo: de carpinteiro e de pedreiro. Agradeço demais a oportunidade, principalmente, porque a idade também dificulta arrumar um emprego. Para o mercado de trabalho, já estou velho – disse Marcos José, que é pai de 11 filhos e tem dois netos.

- Estar no Aterro de Gramacho era como estar em uma guerra. Tinha que ter uma cabeça muito boa. Vi de tudo, e consegui sobreviver disputando material para vender – completou Marcos José que, ao conseguir o emprego, levou a carteira assinada, o crachá e o material de trabalho para mostrar aos professores, para a satisfação do gestor da Unidade, Helymar Araújo .

- É gratificante ver que eles estão conseguindo empregos pelo esforço. É um sucesso. Esses ex-catadores viram uma luz no fim do túnel.

Outro exemplo de vencedor é Antônio Juvenal de Azevedo Ferreira, que terminou o curso de carpinteiro no Canteiro Escola e imediatamente foi contratado. Aos 46 anos, permaneceu no lixão de Gramacho durante 20 anos.

- Decidi fazer o Canteiro Escola, mas confesso que não esperava conseguir um emprego com carteira assinada na minha idade. Hoje tenho mais estabilidade para sustentar a minha família. No lixão era tudo incerto. Estou trabalhando em uma obra no Recreio dos Bandeirantes e cada dia de trabalho é um aprendizado – ressaltou Antônio. Seu sucesso já estimulou o filho mais novo, Gabriel, de 16 anos, que já se matriculou para fazer o próximo curso de informática.

O Canteiro Escola Jardim Gramacho oferece quatro cursos de construção civil (pedreiro de alvenaria, eletricista, encanador e carpinteiro de fôrmas), dois de informática (básico e avançado) e ainda aulas de português e de matemática. Todos são inteiramente gratuitos, e ao todo, 12 professores trabalham no projeto.

Os alunos recebem aulas teóricas e práticas. A Unidade funciona em 936m² e nesta estrutura funcional quatro salas de laboratório (para pedreiro, eletricista, carpinteiro e encanador). No final do mês de agosto estará sendo concluída a primeira turma de informática, com cerca de 150 formandos.


Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...