terça-feira, 11 de outubro de 2011

Secretarias de Educação e Ciência e Tecnologia criam o CEJA Profissional


As unidades passarão a oferecer Educação Básica e cursos profissionalizantes da Faetec.

Com o objetivo de fornecer ensino profissionalizante a estudantes da rede estadual de ensino, o governador Sérgio Cabral assina decreto que transfere da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) para a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect) todas as 61 unidades dos Centros de Estudos de Jovens e Adultos (CEJA) – modalidade de ensino semipresencial – localizados no estado do Rio de Janeiro. É o CEJA Profissional.
Essas unidades terão, na modalidade semipresencial, o Ensino Fundamental e o Ensino Médio oferecidos pela Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio (Cecierj) e cursos profissionalizantes da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), vinculadas à Sect. A partir deste mês, todas as unidades do CEJA serão geridas pedagógica e administrativamente pela Sect. Anteriormente era a Seeduc quem fazia essa gestão. A oferta de cursos profissionalizantes acontecerá gradativamente ao longo do próximo ano.
“O Governo do Estado está cumprindo o compromisso de levar ensino profissionalizante a todas as escolas públicas estaduais. São cerca de 50 mil alunos beneficiados com uma educação voltada também para o mercado de trabalho. É a união de força do Estado em prol da Educação”, afirmou o secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia.
“O que estamos fazendo é oferecer, com a qualificação profissional, uma chance das pessoas mudarem suas vidas. Este era um projeto antigo, de aliar o ensino de jovens e adultos aos cursos profissionalizantes. Agora, esses alunos podem se qualificar ainda mais para encarar os desafios e o bom momento que o Rio de Janeiro está passando, com grande atração de investimentos”, disse o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso.
Foto: Marcia Costa
Estrutura e qualificação
Os prédios onde funcionam apenas aulas do CEJA ficarão sob gestão da Sect, assim como os Cursos que se localizam em prédios onde há ensino regular. Os servidores lotados nessas respectivas unidades escolares permanecerão no quadro de pessoal da Seeduc e continuarão atendendo a esses estudantes.
Os recursos financeiros para manutenção e merenda dessas unidades repassadas à Sect serão mantidos pela Seeduc, enquanto esses colégios estiverem vinculados à Secretaria de Educação por meio do Censo Escolar/Inep/MEC.
“Estamos com ações casadas com a agenda macro-econômica do Governo. Vamos preparar mão de obra para o mercado de trabalho que se abre no estado. Fizemos isso com um Ciep e um CVT, em Duque de Caxias, faremos em outras unidades, e agora mais essa parceria. Os professores estão tendo Formação Continuada, os aluno reforço escolar. Tudo para preparar nossos cidadãos”, disse Risolia.
Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Somente neste ano, sem contar o ensino técnico e outras áreas, a Faetec ofereceu mais de 220 mil vagas em cursos profissionalizantes e de qualificação.
“O Governo está trabalhando para atender a demanda de mão de obra crescente no Estado. Inauguramos dois CVTs na área de automação industrial, com laboratórios de ponta, para atender grandes empresas e complexos industriais, um deles num Ciep de Duque de Caxias, em parceria com a Secretaria de Educação.
Além disso, as unidades da Faetec existentes potencializam a oferta de vagas em todo o Estado, já que eles regionalizam a formação de mão de obra. Esta nova parceria só vai ajudar a melhorar a formação das pessoas”, afirmou Alexandre Cardoso.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Temer transforma o Brasil num dos países mais infelizes do Mundo

Caiu um dos últimos mitos que restavam ao Brasil, o da felicidade. Pesquisa Gallup divulgado na última semana coloca o país como um dos ma...