terça-feira, 6 de março de 2012

Rede Globo de Internet fica pronta ainda este ano


06/03/2012 |
Marcelo Gripa
Adnews
Confortavelmente estruturada como TV, o desafio da Rede Globo agora é dominar o digital e entender a plataforma móvel, campo em que ela assume ainda estar “aprendendo”. Durante a apresentação da nova grade da emissora, nessa segunda-feira, em São Paulo, o diretor-geral Octávio Florisbal deu grande destaque aos planos multimídia do grupo para o próximo triênio.

“Estamos no meio do caminho”, diz Florisbal sobre a Rede Globo de Internet, projeto que ficará pronto até o final do ano com o objetivo de levar conteúdo Brasil adentro. Conforme avança a internet, 28 portais regionais terão o conceito de "hiperlocalismo" para ser a porta de entrada dos internautas que estão longe dos grandes centros. “Desenvolvemos bastante a internet dentro da Globo”, enfatiza o diretor que está de olho nos 4 mil municípios que terão banda larga até 2014.

O mesmo entusiasmo, no entanto, não é visto sobre o mobile. O chefão-geral comentou que “ninguém tem isso pronto” no Brasil, mas prevê que o sucesso estará nos smartphones, não nos tablets. Ele está otimista com a adesão maciça a novos modelos e acredita que, até a Copa, o país terá 100 milhões deles com acesso 3G. “Estamos de olho na oportunidade de acessar a internet pelo celular”, diz sem detalhar planos. A grande aposta é aproveitar o filão dos moradores dos grandes centros urbanos, que veem no celular o amigo que ameniza a irritação das horas no trânsito.

Sobraram elogios para TV digital e TV paga, esta última apontada como responsável por tirar público da TV aberta, ainda que em pequena escala. Segundo Florisbal, nos próximos dois anos a digitalização do sinal aberto conseguirá cobrir 70% do território nacional, o que deve ser um salto para impulsionar a nova tecnologia por aqui. Quanto à TV fechada, a expectativa é que ela dobre de tamanho e atenda cerca de 25 milhões de domicílios em breve.

Metas, Fátima e Bial
Apesar de constantemente questionada sobre a queda de sua audiência, a Globo não vê o assunto como alarme. Octávio Florisbal disse ontem que os índices são monitorados por meio de pesquisas e há discussões semanais para coibir eventuais quedas. O diretor esclarece que problemas deste tipo “praticamente não existem”. "Em 1990, o JN chegava a 5,2 milhões de lares. Hoje, chega a 16,5 milhões. A entrega é muito maior do que antes”, diz ele. Para 2012, a meta da emissora é alcançar 19 pontos no horário que vai das 7h à 0h e recuperar o resultado do ano passado, que ficou um ponto abaixo.

Aguardados com ansiedade pelo público que lotou a casa de shows Via Funchal, onde o evento aconteceu, Fátima Bernardes e Pedro Bial falaram pouco. Sabe-se apenas que o programa da ex-companheira de William Bonner vai ao ar até a metade do ano e, segundo antecipou Faustão, será nos moldes de um programa de auditório. A novidade é que a chegada de Fátima às manhãs dará à emissora uma cara mais adulta no horário. Florisbal diz que não faz mais sentido apostar em programação infantil na TV aberta porque a TV paga, e o rival SBT, fazem isso muito bem. “É uma decisão estratégica. Lá fora isso também não acontece mais”, justifica.

Sobre Pedro Bial, o cenário é mais esclarecedor. Ele ganhará um programa semanal de entrevistas e debates que deve ir ao ar das 23h à 0h. Destinada ao público AB, a atração deve ser veiculada entre junho e outubro para não prejudicá-lo no BBB, que, aliás, já tem a edição de 2013 garantida.


Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...