quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Oficinas culturais gratuitas em Duque de Caxias

A secretaria de Cultura e Turismo de Duque de Caxias vai receber de 07 a 19 de outubro, as inscrições para o projeto “Luz, câmera, emoção: oficina de economia criativa”, que tem por objetivo viabilizar o aprimoramento dos participantes para aproximá-los do mercado de trabalho através de múltiplos enfoques setoriais nas áreas do audiovisual. As aulas vão acontecer na Sala de Leitura Ferreira Gullar, em Xerém (Introdução ao Roteiro); no Cine Teatro Oscarito, no Parque Fluminense (Produção para TV e Operador de Câmera); na Casa Brasil, em Imbariê (Fotografia); e no Teatro Armando Melo, no Centro (Artes Cênicas).
Com experiência na Central Globo de Produção, onde foi responsável pela finalização de diversos programas do núcleo de Dramaturgia – entre eles Carga Pesada, Hilda Furacão, Começar de Novo, irmãos Coragem, Da Cor do Pecado e o Beijo do Vampiro, Ricardo França será o responsável por coordenar as oficinas. Nesta terça-feira (6/10), ele se reuniu com o secretário municipal de Cultura e Turismo, Jesus Chediak, e com o subsecretário André Oliveira para iniciar o processo de divulgação.
“As oficinas têm como filosofia a transformação da vida de jovens. Estamos dando a oportunidade de qualificação profissional, abrindo o mercado de trabalho para todos. Por isso, a decisão de descentralizar o projeto, levando-o para os quatro distritos da cidade. É uma ação diferente e que será muito importante para a população” afirmou o coordenador.
As oficinas terão início no dia 20 de outubro e serão realizadas de segunda a quinta-feira, em dois horários (10h às 12h e 14h às 16h). Cada turma terá em média 20 alunos. A metodologia inclui aulas teóricas e práticas nas quais os alunos serão contemplados com vivência cognitivas, visitas e dinâmicas externas, palestras e interação social voltada para o audiovisual. Ao final de cada módulo, os alunos apresentarão um trabalho final onde vão contar a história do local onde se acontece o projeto, através de um documentário ou curta-metragem.
“Na época que fui diretor do Rio Arte fiz um trabalho onde levantava a história das comunidades por onde passávamos e resolvi trazer essa ideia para o projeto. Além da parte técnica, acho importante termos o lado social e histórico”, explicou o secretário Jesus Chediak.
A secretaria municipal de Cultura e Turismo fica na Rua Aylton da Costa, 115 - 6º andar. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 2652-5631.



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...