quarta-feira, 26 de maio de 2010

Evento “122 anos de abolição! Para onde vamos?” propõe arte e reflexão em Caxias

No dia 28 de maio, próxima sexta-feira, a cidade de Duque de Caxias irá promover, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, na Praça do Pacificador, o evento “122 anos de abolição! Para onde vamos?”. A realização é da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro e Promoção da Igualdade Racial e Étnica de Duque de Caxias, com patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal e produção da Terreiro de Idéias: Arte, Comunicação, Cultura.

A ação cultural, através de três atividades integradas, pretende potencializar a reflexão dos participantes, bem como da população, em torno das políticas públicas direcionadas à população negra, aproveitando o Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo, lembrado no último dia 13. A ação visa ainda estimular o diálogo entre artistas visuais da cidade, que tiveram seu dia comemorado no dia 8 desse mês, promovendo atividades que integrem as obras artísticas dos mesmos à temática afro-brasileira.

Desse modo, irá acontecer um seminário, das 8h às 18h, o qual irá fomentar o debate crítico entre os participantes, com representantes significativos do movimento negro brasileiro, como o intelectual e ativista Abdias do Nascimento, indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 2010; Muniz Sodré, pesquisador, professor da Escola de Comunicação da UFRJ e Presidente da Fundação Biblioteca Nacional; a atriz e Superintendente da Igualdade Racial, Zezé Motta; além de Oraida Almeida, representante da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, e lideranças religiosas como Alufá Abdullahi Sanin Aleiso, líder da Irmandade dos Crioulos Africanos Mulçumanos e Iya Torodi de Ogum, Ialorixá do Ilê Asé Ala Koro Wo e Membro da Rede Iyá Ágbá.

Concomitantemente ao seminário, no pilotis da Biblioteca Municipal Governador Leonel Brizola, artistas plásticos previamente inscritos, irão participar de uma gincana que terá início durante às 8h e término às 17h. A atividade irá premiar o melhor trabalho produzido sobre o tema do evento. As inscrições estarão abertas até o dia 27 de maio, véspera do evento, para todos os artistas plásticos que queiram participar, na Escola de Artes – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – Praça Roberto Silveira, 31 – 4° andar – 25 de agosto / Duque de Caxias – RJ, de 2ª à 6ª, de 9h às 17h.
A premiação irá contemplar 1°; 2° e 3° lugares, da seguinte forma: 1° lugar – R$ 800,00; 2° lugar – R$ 500,00; 3° lugar – R$ 300,00.

Ao término da gincana, os trabalhos serão expostos na Biblioteca Municipal Governador Leonel de Moura Brizola durante uma temporada e, em seguida, na Casa Brasil – Unidade Imbariê.
A terceira e última ação proposta pelo evento será a abertura da exposição “África: o berço da Humanidade?”, que entrará em cartaz no palco reversível do Teatro Municipal Raul Cortez, voltado para fora, em direção à Praça do Pacificador, com escadas de acesso para o público. Quem assina a exposição é o artista Oséias Casanova, de Duque de Caxias, cujas obras já foram expostas em Pequim, Bangkok e Áustria.

A exposição fica aberta à visitação até o dia 11 de junho, sempre de terça-feira à sábado, das 10h às 17h. O evento tem entrada gratuita e é dirigido à toda a população, a movimentos sociais, bem como estudantes e professores.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...