sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Artistas, ativistas e gestores culturais lotam o Theatro Municipal em defesa da permanência da Secretaria de Estado de Cultura

Cerca de 500 pessoas entre: artistas, ativistas e gestores culturais lotaram o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, na audiência pública promovida pela Comissão de Cultura da Assembléia Legislativa. Os oradores fizeram discursos defendendo o órgão como gestor da política pública para o setor, condenando o decreto do Governador Pezão unificando a pasta com a Ciência e Tecnologia.
Uma das preocupações dos presentes é de que a medida tomada pelo Estado, possa ter ressonância em outras cidades, que passem a adotar a mesma medida de extinção da pasta.
As políticas públicas de cultura evoluíram bastante nas últimas décadas e esse retrocesso é prejudicial para um setor que gera emprego, renda, além do capital simbólico na formação da identidade de nosso povo.
Os membros da comissão aprovaram dois encaminhamentos: um pedido de agenda com o governador Pezão e a elaboração de um Projeto de Decreto Legislativo para impedir a extinção da pasta.









Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Temer transforma o Brasil num dos países mais infelizes do Mundo

Caiu um dos últimos mitos que restavam ao Brasil, o da felicidade. Pesquisa Gallup divulgado na última semana coloca o país como um dos ma...