terça-feira, 19 de julho de 2011

CVT de Solda de Duque de Caxias realiza formatura de alunos

Na sexta-feira (15/7), o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Itatiaia, localizado em Duque de Caxias, entregou o diploma de conclusão para cerca de 70 alunos formados em  cursos nos segmentos de Metalmecânica e de Construção e Reparos. Duas áreas aquecidas com o momento econômico virtuoso do estado do Rio de Janeiro.
O secretário de Ciência e Tecnologia do Estado, Alexandre Cardoso, participou da abertura da cerimônia, ressaltando a missão dos CVTs para o mercado que carece de mão de obra qualificada na realização dos eventos de grande porte como Olimpíadas e Copa do Mundo.
- Quando falamos em CVTs, pensamos em centenas de Eletricistas, Ladrilheiros e Pedreiros que conseguiram emprego a partir da formação profissionalizante. Com esses eventos internacionais, precisamos de profissionais preparados para receber um enorme contingente de turistas. Por exemplo, uma manicure que saiba falar inglês será um diferencial. Essa formatura mostra  esse caminho, de conquistar uma oportunidade numa fase em que é essencial a força de trabalho de vocês para o crescimento do estado e do país.


Secretário Alexandre Cardoso parabeniza os formandos pela conquista 


Para o coordenador geral da unidade, Wagner Zanco, os CVTs desempenham um papel de transformação social na vida dos moradores  da Baixada Fluminense:
- Nasci e fui criado nessa cidade e o que eu mais escutava falar  era que a Baixada precisava de ensino técnico para formar mão-de-obra local. A partir da gestão do secretário Alexandre Cardoso, esse desejo se concretizou mudando a realidade da população e da região. Tenho um caso curioso que aconteceu nessa escola: tive um aluno que era lixeiro e virou soldador, conseguindo com a formação uma renda bem maior. Depois, notamos vários candidatos do mesmo bairro que esse ex-aluno. Após uma pesquisa, detectamos que esses futuros alunos chegaram ao CVT pelo exemplo de história do vizinho, que ascendeu de vida após o curso de Solda, contou.
Fabrício Alves e Vagner Souza foram alguns dos formandos que também almejam uma ascensão econômica. Eles colaram grau nos cursos de Solda e já tem um objetivo a seguir: conquistar uma oportunidade no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).
 O Estado  está nos dando a chance  de obter uma qualificação e ao mesmo tempo conseguir um emprego através dos investimentos para desenvolver a estrutura da cidade, por isso, essa é a melhor fase pra quem está em busca de um direcionamento profissional e um salário melhor, afirmou Vagner.

Os formandos Fabrício Alves e Vagner Souza



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Temer transforma o Brasil num dos países mais infelizes do Mundo

Caiu um dos últimos mitos que restavam ao Brasil, o da felicidade. Pesquisa Gallup divulgado na última semana coloca o país como um dos ma...