quinta-feira, 12 de maio de 2011

Teatro Armando Mello voltará a ser oficina de artes cênicas

Inaugurado pela Prefeitura em 1967 como o primeiro espaço cênico mantido pelo poder púbico na Baixada Fluminense, o Teatro Municipal Armando Melo (TEMAM) em Duque de Caxias retomará suas atividades como teatro-escola. Segundo o secretário Municipal de Cultura e Turismo, Gutemberg Cardoso, o projeto de revitalização inclui a reforma do espaço, que, além de 80 novas poltronas em estrutura metálica, receberá nova pintura e terão restauradas o sistema de ar condicionado e as instalações elétrica e hidráulica. “Este teatro entrou para a história como a mais importante oficina das artes cênicas de toda a Baixada Fluminense, formando milhares de profissionais, entre atores e técnicos”, lembrou o Secretário, que ressaltou o fato da secretaria contar com a parceria da administração do Shopping Center de Caxias, espaço onde o Teatro funciona.

O Teatro Armando Melo vai abrigar as aulas do Curso de Iniciação Teatral, que retornou este ano com grande disputa de vagas, recebendo 302 inscrições nas categorias infantil, adolescente e adulto. Os inscritos estão passando por testes para definir aqueles que preencherão as 60 vagas previstas. O curso é gratuito e as aulas, segundo o diretor responsável Carlos Lima, terão início ainda este mês, logo após o término da reforma. As aulas se estenderão até dezembro.
Gutemberg anunciou ainda que vários outros projetos para o teatro, previstos para acontecer já no próximo semestre, como: “Música ao Meio Dia”, “Som das Quartas”, “Teatro as Quintas” e “Sextas Especiais”. “Queremos também fazer do Armando Melo um espaço direcionado à valorização e divulgação dos talentos de Duque de Caxias”, concluiu o Secretário.
O Teatro Municipal Armando Melo surgiu a partir de reivindicação da classe artística do município durante a década de 60. Foi de seu palco que decolou para conquistar o lendário Prêmio Molière, em 1977, o Grupo TAL (Teatro de Abertura Lúdica) com a peça “Sacos & Canudos’, de Davi de Oliveira. Foi o único grupo em toda a Baixada Fluminense que conquistou o cobiçado prêmio.




Um comentário:

Marcio Rufino disse...

Fico muito feliz com a revitalização do espaço. É bom saber que podemos contar com mais um espaço cultural na Baixada. Atualmente estou em cartaz pelas praças do Rio com O Inspetor Geral e nesta peça tenho a honra de conttracenar com a atriz Eve Penha que atuou em Sacos e Canudos. É um prazer vivienciar a arte de Duque de Caxias. Parabéns pelo excelente artigo. Abrçs!!!

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...