terça-feira, 2 de agosto de 2011

Oficina de tambores e exibição de “Lixo Extraordinário” em Caxias

Músicos do Tambolelê ministrarão uma oficina de tambores no Cinearte Sarau

O palco do Teatro Municipal Raul Cortez, o terceiro maior do Estado, vai abrigar uma oficina de tambores no próximo dia 8 de agosto, das 14h às 18h. A iniciativa é voltada para profissionais de dança e música, com perfil de professor ou instrutor, blocos afros, nações griôs e entidades culturais afins e parceiros, direcionados pela Secretaria de Cultura e Turismo de Duque de Caxias, através da escola de artes. Outra atração será a exibição do filme “Lixo Extraordinário” no Museu do Duque de Caxias (av. Automóvel Clube, Taquara) no dia 14, a partir das 15h, com apresentação do músico Canthídio e do grupo Tambolelê. Ambos os eventos são gratuitos.


O projeto Cinearte Sarau 2011 é uma iniciativa da Petrobras, que teve início em junho em Cordisburgo, Minas Gerais, e previsto para passar por 36 cidades de quatro estados. O projeto tem como perfil buscar acolher manifestações artísticas de forma democrática, que vão desde artistas de rua a grupos de grande expressão e reconhecimento, diz o coordenador do projeto, Mauro Maya. “Aproximar a população, sobretudo a carente, do artista e do fazer artístico, aumenta a autoestima e o autoconhecimento, além de estimular o resgate cultural e o desenvolvimento de novas atividades”, acrescentando que o Cinearte já atingiu, desde 2006, um público aproximado de 300 mil pessoas.

Para o secretário de Cultura e Turismo do município, Gutemberg Cardoso, iniciativas como estas são sempre bem-vindas, ainda mais quando se direciona para a comunidade. “Temos que incentivar, proteger e valorizar nossa diversidade artística e cultural. E é justamente isso que estamos promovendo em Duque de Caxias, procurando valorizar o que já temos e, ao mesmo tempo, estimular novos talentos e segmentos, como, por exemplo, a cultura urbana, através dos grupos de dança de rua”, lembrou o secretário.

TAMBOLELÊ - A inspiração vem da cultura afro-mineira; a sonoridade, da poesia sagrada e contemporânea dos tambores. O Grupo Tambolelê é formado por Santonne Lobato, Geovane Sassá e Sérgio Pererê. Além de percorrer o país, vem conquistando espaço em outros países, com apresentações que remetem à herança negra das raízes culturais brasileiras. Tendo como foco central a emoção, o Tambolelê sempre leva ao palco, além de muito entusiasmo, a magia dos elementos das congadas e uma mistura de ritmos ancestrais com pitadas de sons contemporâneos, como blues, rock'n roll, funk e black music. Nos shows, os tambores e as vozes do trio recebem a companhia do baixo de Luizinho Horta. O que se ouve é um som novo, que passeia com competência entre claras inspirações de raízes, do pop e, ao mesmo tempo, da música erudita.



LIXO EXTRAORDINÁRIO - O filme, dirigido pela inglesa Lucy Walker, em parceria com os brasileiros João Jardim e Karen Harley, mostra a trajetória do lixo recolhido no aterro sanitário de Duque de Caxias até ser transformado em arte pelo artista plástico Vik Muniz, que freqüentou o aterro sanitário ao longo de dois anos, a fim de fotografar um grupo de catadores de materiais recicláveis para retratá-los com sua arte. No entanto, foi surpreendido pelas histórias de seus personagens e pela dignidade, desespero e sonhos revelados quando instigados a imaginar suas vidas fora daquele ambiente. O longa foi aclamado pelo público e pela crítica e recebeu vários títulos no ano passado: “Melhor Documentário” na International Documentary Association (IDA), em Los Angeles; “Prêmio Especial do Júri”, em Paulínia; “Melhor Documentário Internacional” eleito pelo público e indicado ao Prêmio do Júri no Festival de Sundance, nos Estados Unidos; e considerado o “Melhor Filme da Mostra Panorama” e vencedor do “Prêmio Anistia Internacional” no Festival de Berlim. Foi também indicado ao Oscar de melhor documentário.



 documentário "Lixo Extraordinário" ganhou diversos prêmios internacionais

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cansei, poesia

Recital de Poesia e Microrrelato em Vigo, realizado  no Galo Vento. Cansei, é uma das poesias que recitei no evento. A poesia está publicad...